Geração Z no mercado de trabalho: veja como ela pode agregar na sua empresa!

4 minutos para ler

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), a presença da geração Z no mercado de trabalho já se encontra consolidada. Pesquisa recente dá conta de que os profissionais nascidos no final dos anos 90 já representam 32% da força de trabalho nas organizações, superando a geração Y, que soma 31,5% da mão de obra atual.

Neste artigo, vamos conhecer um pouco melhor essa nova geração, quais os impactos da sua chegada ao mercado e como as organizações devem proceder para agregá-la. Vamos lá?

Quem são os profissionais da geração Z?

Nascida na virada do século, a geração Z não conheceu o mundo antes da era tecnológica. São jovens imediatistas, acostumados a lidar com um grande volume de informações de forma rápida. Eles estão sempre conectados e são mais conscientes em relação às questões sociais e planetárias.

Essa geração também é multidisciplinar, gosta de aprender e empreender por meio de ferramentas de comunicação online, como o YouTube, e quer deixar a sua marca no mundo, em vez de simplesmente buscar por sucesso profissional e financeiro.

Quais os impactos da geração Z no mercado de trabalho?

As empresas precisam se reinventar para agregar essa geração tão dinâmica e tecnológica. Já não há mais espaço para organizações que se recusam a aderir ao meios eletrônicos de comunicação, pois esse é um requisito vital para a geração Z.

Além disso, esses jovens querem representar organizações que impactam o mundo positivamente, estão sempre dispostos a participarem de trabalhos voluntários e preocupam-se com o resultado das ações dos seres humanos no planeta!

treinamento ser líder - treinamento de liderançaPowered by Rock Convert

A maioria quer encontrar empregos que possam se alinhar aos seus hobbies, adaptando o trabalho ao seu estilo de vida. As empresas precisam oferecer oportunidades que favoreçam o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal, tenham flexibilidade, diversidade e senso de propósito.

Como motivar e reter a geração Z?

A aposta em estratégias de transformação digital pode ajudar a aumentar a taxa de produtividade, garantir uma comunicação eficaz na organização, aumentar a flexibilidade, reduzir o tempo desperdiçado e oferecer à equipe mais oportunidades de colaboração e uma cultura de compartilhamento de conhecimento.

Outra boa medida é desenvolver um plano individualizado de treinamento para novos funcionários, mostrando a eles que a empresa valoriza seus diferenciais, proporcionando-lhes experiências múltiplas e inovadoras.

Também é preciso focar no bem-estar mental e físico dessa geração, garantindo que a equipe seja feliz e tenha um ambiente de trabalho saudável. Isso fará com que eles queiram dar o melhor de si.

Por exemplo, muitas organizações têm oferecido benefícios que envolvem atividades físicas para evitar, entre outras coisas, o sedentarismo, o tédio, a rotina ou a monotonia. Como resultado, os jovens se tornam muito mais produtivos no trabalho e aumentam seu nível de satisfação em relação ao trabalho.

As empresas e o RH devem estar sempre atentos para a transformação pela qual o mercado de trabalho vem passando, em direção a um estágio muito mais digital. Isso porque os novos talentos chegam com um modo de pensar e trabalhar muito diferente do que estamos habituados e precisamos para acolhê-los e desenvolvê-los para o futuro.

Esperamos ter ajudado você a entender melhor quais são os impactos da geração Z no mercado de trabalho. Você pode receber novos conteúdos diretamente no seu e-mail. Assine a nossa newsletter!

E-book desenvolver líderesPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

-
WhatsApp Fale conosco!