Plano de sucessão: saiba o que é e para que serve!

5 minutos para ler
E-book desenvolver líderesPowered by Rock Convert

Garantir a continuidade do negócio é um dos objetivos que nascem junto com um novo empreendimento. Ninguém abre uma empresa pensando que ela vai acabar no momento em que seu proprietário decidir parar de trabalhar. Apesar disso, nem todos os negócios estão preparados para elaborar um plano de sucessão eficiente.

Por essa razão, elaboramos um conteúdo completo que ajudará você a entender melhor o que é um plano de sucessão. Também vamos mostrar para que ele serve, qual a sua importância para o negócio e muito mais! Continue conosco e aproveite a leitura.

O que é um plano de sucessão?

Um plano de sucessão não está voltado apenas para o desenvolvimento do funcionário, mas também para os interesses estratégicos da empresa, de modo a garantir a continuidade das suas atividades.

Sempre que uma empresa decide fazer uma movimentação nas suas lideranças, a empresa passa por um momento que pode ou não ser delicado na sua substituição. O que determinará a eficácia dessa substituição é justamente a capacidade de a empresa planejar e implementar adequadamente um plano de sucessão.

Para que serve o plano de sucessão?

plano de sucessão - entenda o que é e como funciona

Por um lado, os profissionais visam crescer em suas carreiras e galgar novos desafios, assumindo responsabilidades maiores. Por outro, a empresa quer se certificar de que conta com talentos bem preparados para assumir a frente dos negócios, alavancando-os e renovando a sua forma de atuação no mercado.

O plano de sucessão age justamente no mapeamento dos cargos estratégicos da organização para definir os pré-requisitos essenciais para o seu preenchimento. Assim, os potenciais ocupantes dessas funções podem começar a ser preparados para assumir os cargos, mesmo antes de eles estarem efetivamente disponíveis.

Com isso, a empresa tem a chance de construir lideranças mais qualificadas, preparadas e maduras para quando precisar desses profissionais atuando na linha de frente do negócio.

Qual é a sua importância para o negócio?

Não ter um profissional preparado para assumir as posições estratégicas da sua empresa pode custar caro em diversos sentidos. Primeiro, porque haverá um investimento de tempo e recursos no recrutamento e seleção de talentos e, depois, porque deverá investir ainda mais no treinamento e na integração desse talento.

Isso poderá gerar um impacto bastante negativo no desempenho da equipe e das suas atividades. Além disso, qualquer bom profissional de RH sabe que agir reativamente àquilo que está ocorrendo na empresa não é uma boa ideia, pois se torna oneroso e demorado. Portanto, quanto mais o RH conseguir se adiantar a essa demanda, melhor. Afinal, será possível:

  • reduzir custos com uma contratação urgente;
  • diminuir os riscos de uma seleção ineficaz;
  • poupar muito tempo na transição entre os profissionais;
  • melhorar o engajamento e a interação com o grupo;
  • fortalecer a cultura empresarial;
  • aumentar a retenção de talentos;
  • reafirmar a importância da governança corporativa.

Quais são os objetivos do plano de sucessão?

O plano de sucessão tem um grande objetivo, que é facilitar a transição entre dois profissionais em um cargo estratégico. Para isso, ele se divide em etapas menores que conferem maior eficácia. São os pequenos objetivos:

  • identificar a necessidade real do plano de sucessão e qual o contexto em que ela está inserida;
  • elaborar um conjunto de potenciais sucessores, ou seja, um banco de possíveis substitutos;
  • montar um plano de ação que prepare, treine e desenvolva esses talentos para assumir o cargo;
  • gerenciar o plano sucessório a fim de que ele esteja alinhado à necessidade do negócio;
  • criar ações que mantenham todo o processo transparente para os envolvidos;
  • analisar constantemente a evolução técnica e comportamental dos substitutos potenciais;
  • ajustar todas as falhas existentes no planejamento ou na execução da preparação para a sucessão.

Como implementar um plano de sucessão?

Tendo os itens anteriores todos estipulados, implementar um plano de sucessão se torna muito simples e viável. Como toda a parte de identificação de necessidades, diagnóstico e mapeamento já foi realizada na elaboração do plano de ação, as etapas seguintes dizem respeito apenas à prática, ou seja, à preparação dos potenciais sucessores.

Para isso, há três etapas essenciais:

  • identificação dos melhores profissionais: fase em que o RH precisa escolher os perfis mais alinhados para o cargo e selecionar realmente os melhores para seguir na preparação;
  • análise da capacidade individual: momento de mapear competências, forças e limitações individuais para identificar exatamente o que precisa ser desenvolvido de acordo com cada perfil;
  • início do treinamento: implementação efetiva do plano, atribuindo cursos, palestras, eventos, especializações, mentorias e tudo o que for necessário para aprimorar as habilidades de cada potencial sucessor.

Ainda são poucas as empresas que destinam recursos e esforços para a implementação de um plano de sucessão. No entanto, você pôde conferir como isso faz a diferença na sustentabilidade de um negócio.

Agora que você já sabe o que é um plano de sucessão e como levá-lo para a sua empresa, deixe o seu comentário nos contando suas experiências nesse tema!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
WhatsApp Fale conosco!