Você sabe como aplicar o programa de reconhecimento com seu time?

7 minutos para ler
Ser LíderPowered by Rock Convert

Nós amamos elogios desde a infância. Qual criança não sorri ao ler no canto da folha do seu dever de casa um “Excelente! Parabéns!” dado pela professora?

Valorizar o próximo é tão importante, que o livro “O princípio do reconhecimento”, dos autores Adrian Gostick e Chester Elton, apresenta um conceito eficiente utilizado por grandes corporações: o programa de reconhecimento.

Como funciona essa prática? Qual é a melhor maneira de implementá-la na empresa? Que benefícios ela oferece? Neste artigo, abordaremos esses questionamentos!

O que é o programa de reconhecimento?

programa de reconhecimento

O programa de reconhecimento é uma política interna voltada para a valorização dos colaboradores e das equipes com base em critérios estabelecidos pela empresa. Olhando pelo ângulo das “engrenagens” corporativas, vemos esse programa atrelado à meritocracia, à política de benefícios e remuneração variável, além da melhoria contínua das organizações.

O objetivo principal do processo de valorização é identificar atitudes positivas que agregam valores ao ambiente interno da organização. Em seguida, reconhecer por meio de elogios e gratificações. Um dos resultados é o aumento do engajamento do time e a melhoria dos resultados da empresa.

A prova disso veio por meio de uma pesquisa feita pela Harvard Business Review e apresentada em um artigo da revista Época Negócios. Esse estudo revelou que 0,1% de engajamento extra significa 100 mil dólares a mais nas receitas anuais da organização.

Deixar de reconhecer as boas atitudes de um colaborador seria como fazer uma viagem e não apreciar a bela paisagem. Se os líderes não tomarem cuidado, o foco não será nas qualidades, mas nas falhas do time. Devido a essa tendência tão humana, um elogio se tornou algo muito almejado e especial.

Quais são as melhores práticas desse processo?

programa de reconhecimento

No já citado livro “O princípio do conhecimento”, os autores afirmam que o reconhecimento é uma ferramenta poderosa muito bem usada por empresas como a Disney e a KPMG. Nem precisamos falar sobre o sucesso dessas organizações, concorda?

Mas o interessante é que, na atual época de grandes tecnologias, essa obra dá destaque a algo que não custa muito caro: o elogio. Na verdade, ele é a base de sustentação do programa de reconhecimento que, como todo conceito empresarial, tem práticas que precisam ser seguidas para o sucesso de sua implantação. Vejamos quais são elas.

Ir além da remuneração

No passado, ter um bom salário era o suficiente para agradar os colaboradores. No entanto, os novos profissionais têm desejos que vão além do honorário que recebem. Atualmente, a experiência corporativa está em alta. Essa prática, portanto, envolve proporcionar aos colaboradores vivências personalizadas e significativas para a sua carreira.

Mas qual é a ligação entre o programa de reconhecimento e a experiência do profissional? Vamos explicar. Imagine um colaborador que deseja muito trabalhar em um projeto pessoal inovador, mas não tem tempo para se dedicar a ele. Sabendo disso, a empresa concede a esse profissional um período durante o expediente para que desenvolva o seu empreendimento.

Além disso, a organização estuda maneiras de utilizar essa inovação nas demandas internas. Notou? Por um lado, a empresa reconhece a competência do colaborador e, por outro, proporciona uma experiência marcante para ele.

Gerar engajamento e motivação

No tópico anterior, falamos da pesquisa da Harvard Business Review sobre o poder do engajamento nos resultados do negócio. E nada gera mais esse sentimento do que realizar alguns sonhos dos colaboradores. É possível fazer isso incluindo o horário de trabalho flexível no programa de reconhecimento.

Alguns profissionais cumprem a jornada fixa de trabalho a “duras penas”. Na maioria das vezes, a razão para essa desmotivação é a variação do ritmo produtivo de cada um. Enquanto alguns produzem bem pela manhã, outros atingem seu ápice pela tarde ou noite.

Sendo assim, quando a empresa dá a opção para os colaboradores de cumprirem suas horas de labuta no período que acharem melhor, está demonstrando que valoriza o seu bem-estar. A consequência disso é o aumento da felicidade no emprego e, como a produtividade também se eleva, os elogios ao trabalho virão naturalmente.

Trabalhar expectativas e necessidades

Quais são as expectativas e as necessidades do time interno da empresa? A melhor maneira de descobrir é perguntando para os colaboradores, certo? Nem sempre! Embora as pesquisas de satisfação revelem muitos detalhes, um olhar atento dos líderes é extremamente importante.

Para estimular esse interesse entre os líderes e os subordinados, algumas instituições adotaram uma política de comunicação aberta. Práticas como o feedback, reuniões descontraídas e encontros agradáveis ajudam a liderança a se aproximar do seu time e entender melhor suas dores e aspirações.

Talvez o líder descubra que um colaborador gostaria de ter a oportunidade de desenvolver uma habilidade profissional específica. Pensando em demonstrar reconhecimento por esse profissional, o líder pode incluí-lo em um programa de desenvolvimento de competências. Após isso, o colaborador talvez seja remanejado para uma função que explore o seu dom.

Oferecer benefícios especializados

A organização não pode esquecer que os benefícios são extremamente necessários no programa de reconhecimento. Existem empresas que oferecem viagens, descontos em lojas, vale-compras, bolsa de estudos etc. No entanto, algo que funciona muito é a personalização desses benefícios.

Isso pode ser feito de duas maneiras. Uma delas é dar ao colaborador a oportunidade de montar a sua cesta de benefícios. Desse modo, ele terá itens que atendem às suas necessidades e ao seu gosto. Outra maneira é surpreender o profissional. Como assim?

Pense naquele colaborador que dá o seu melhor para a empresa durante todo o ano. Quando chega o seu mês de férias, o líder entrega a ele um envelope com um bilhete desejando um ótimo mês de descanso e dizendo que todos sentirão a sua falta.

Além da mensagem, o profissional encontra passagens aéreas e vouchers de hospedagem para uma viagem rumo a um paraíso litorâneo. Quer um reconhecimento melhor do que esse?

Treinar o time

Ao fornecer treinamento e capacitação para os colaboradores, a empresa mostra que valoriza seu trabalho e que está interessada no seu desenvolvimento profissional. Os tipos de aprendizado podem incluir a gestão de desempenho, o desenvolvimento de liderança, o coaching e as trilhas de aprendizagem.

Quando uma consultoria especializada em treinamentos é contratada, fica mais fácil ainda fornecer a instrução compatível com as necessidades dos colaboradores. Com isso, é gerado um ciclo de otimização do desempenho dos colaboradores e o natural reconhecimento da organização.

Viu como valorizar o esforço do time traz grandes resultados? Seguindo as sugestões mostradas neste artigo, tenha certeza de que o programa de reconhecimento será uma “via de mão dupla”, pois os colaboradores também elogiarão o negócio para todos os seus contatos.

O que achou do nosso artigo? Conseguiu entender como aplicar o programa com a sua equipe? Deixe a InDeep ajudar sua empresa a conquistar a admiração dos seus colaboradores. Entre em contato com os nossos especialistas!

E-book desenvolver líderesPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
WhatsApp Fale conosco!