Soft Skills: quais são as mais valorizadas no mercado de trabalho?

soft skills
6 minutos para ler
E-book desenvolver líderesPowered by Rock Convert

A transformação digital tem exigido profissionais cada vez mais capacitados, porque as mudanças organizacionais estão ocorrendo rapidamente. Por isso é tão importante ter um colaborador com as soft skills necessárias. Essas competências permitem que o profissional desempenhe suas funções com eficiência, uma vez que estão ligadas às características pessoais do indivíduo.

Com o avanço tecnológico, não há garantias de quanto tempo a empresa manterá um determinado processo ou, até mesmo, o atual modelo de negócios. Sendo assim, é preciso investir em habilidades flexíveis que podem ser utilizadas para qualquer cargo e em contextos mais amplos.

Dessa maneira, você tem colaboradores fáceis de se adaptar, independentemente da situação. Mas, quais as habilidades são consideradas mais importantes para o mercado de trabalho? Neste artigo, vamos desvendar essas e outras dúvidas.

Então, continue conosco!

O que exatamente são soft skills?

soft skills

Soft skills são as competências ligadas ao perfil comportamental do colaborador. Estão associadas ao modo como ele se comunica e interage com o meio em que vive. Mas também, elas incluem atitudes naturais do indivíduo, de acordo com a personalidade.

Por serem habilidades pessoais, são mais difíceis de avaliar pois não podem ser identificadas por um certificado, por exemplo. Além disso, essas competências também são adquiridas ao longo do tempo, os que as tornam tão diferenciadas das hard skills, já que também podem ser utilizadas em quase todas as áreas. Conheça algumas:

  • pensamento criativo;
  • boa comunicação;
  • trabalho em equipe;
  • resiliência

Qual a diferença de soft skills para hard skills?

Enquanto as soft skills estão relacionadas a traços pessoais, as hard skills são competências que podem ser adquiridas por meio do processo educacional. Assim, são facilmente quantificadas por um teste e comprovadas por um diploma, por exemplo.

Por esse motivo, as hard skills são mais fáceis de serem aprendidas porque podem ser ensinadas em modelos como nos treinamentos de capacitação. Além disso, as habilidades específicas contribuem com novos conhecimentos e aumentam a disseminação da experiência técnica na organização.

No entanto, de nada adianta um colaborador ser altamente qualificado se não consegue se relacionar com as pessoas ou resolver problemas. Afinal, como esse liderado vencerá os desafios naturais de todo o cargo?

É nesse momento que entram as soft skills, para garantir que o colaborador tenha atitudes que contribuam com a equipe. Por isso, elas deixaram de ser um diferencial para se tornarem essenciais.

Quais habilidades mais destacam os profissionais?

Agora que você conhece a importância das soft skills, saiba que também existem aquelas consideradas primordiais para o contexto atual do mercado de trabalho — uma vez que é mais fácil ensinar o colaborador a usar uma ferramenta ou entender um conceito, do que desenvolver um traço de personalidade. Então, acompanhe a lista que preparamos com as 5 soft skills mais procuradas.

1. Adaptabilidade

A adaptabilidade refere-se a capacidade que o colaborador tem de se ajustar em diferentes circunstâncias. Assim, ele consegue lidar com as mudanças e se adequar à medida que novas necessidades surjam na empresa, como a adoção de um software ou a reorganização de um setor.

Ao desenvolver essa soft skill, o colaborador consegue focar no resultado, ao invés do desafio. Com isso, ele enfrenta o medo do desconhecido que tanto amedronta àqueles que se sentem inseguros com as mudanças.

2. Vontade de aprender

De acordo com um estudo feito pela Deloitte, 86% dos líderes têm reinventado a maneira de aprender com base no avanço tecnológico. Antigamente, um profissional terminava a faculdade com o conhecimento necessário para construir a carreira. Hoje, as instituições não conseguem mais acompanhar esse processo.

Por isso, a aprendizagem contínua é uma necessidade emergente. O colaborador com essa competência consegue manter-se atualizado na sua área e acompanhar as mudanças ao longo do tempo. Os treinamentos corporativos com abordagens dinâmicas são ótimos para desenvolver essa habilidade.

3. Curiosidade

Um colaborador curioso está sempre antenado nas tendências do mercado, o que é excelente para o cenário atual do mercado, com tantas mudanças rápidas. Por meio dessa curiosidade, a empresa pode, por exemplo, se antecipar ante aos problemas, ter insights valiosos e até testar novas ideias, agregando valor ao negócio.

Essa soft skill vem do desejo de obter novas experiências. Esses colaboradores têm imaginação aguçada e gostam de quebrar paradigmas. Aliás, pessoas que conseguem analisar uma situação por diferentes ângulos proporcionam sugestões inovadoras.

4. Inteligência emocional

Com a inteligência emocional, além do colaborador compreender as emoções, também consegue lidar de forma equilibrada com elas. Isso significa que ele tem capacidade de entender e gerenciar os próprios sentimentos.

Daniel Goleman, escritor do livro “Inteligência Emocional”, descreve que essa habilidade é um conjunto de competências que envolvem:

  • autoconhecimento;
  • controle emocional;
  • automotivação;
  • reconhecimento da emoção do outro;
  • relacionamento interpessoal.

Além disso, o autor também defende que 90% dos fatores que diferenciam as pessoas com bom e mau desempenho se devem a essas competências comportamentais. Para aperfeiçoar a inteligência emocional, o processo de autodesenvolvimento é fundamental.

5. Foco no cliente

Com essa soft skill, o colaborador consegue perceber as expectativas do cliente para entender as situações do ponto de vista dele. Assim, ele concentra todas as energias em ouvir as necessidades e solucionar os problemas, aumentando o relacionamento do cliente com a empresa.

Desenvolver a empatia vai ajudar o colaborador a se conectar com as expectativas do cliente, e construir uma cultura de relacionamento. Desta forma, a empresa coloca o cliente no centro do negócio, e desenvolve suas soluções a partir deste referencial.

Assim, com essas soft skills você ganha profissionais flexíveis para alcançar um alto desempenho em qualquer campo de trabalho. Portanto, invista em treinamentos para desenvolver habilidades na sua equipe e tenha um time de sucesso!

Você gostou desse assunto para potencializar a performance da sua equipe? Então, assine a nossa newsletter e receba outros conteúdos direto no seu e-mail!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
WhatsApp Fale conosco!